AGENDA


NOVEMBRO

Terra Em Trânsito

13

NOVEMBRO

Não recomendado para menores de 12 anos

quarta-feira

20:00

Terra Em Trânsito

Espetáculo itinerante expõe as feridas e cicatrizes deixadas pela colonização nos movimentos migratórios humanos. Através de recortes de biografias e relatos de indivíduos exilados por motivos de guerra, crises políticas ou econômicas, é retratada a realidade de migrantes, sua visão, diálogos e pensamentos. O espetáculo questiona o preço da vida humana e o valor das oportunidades, também leva o espectador a uma reflexão: por que nações que um dia migraram e colonizaram o planeta, hoje se fecham para o fruto de sua expansão? Quais são os critérios que tornam uma pessoa apta a viver em um país colonizador? Baseado no texto Migraaantes ou Tem Gente Demais Nessa Merda de Barco ou Salão das Cercas e Muros, do dramaturgo romeno exilado na França, Matéi Visniec, o spetáculo apresenta os meios de deslocamento utilizados pelos migrantes para cruzar fronteiras. Terra em Trânsito procura provocar também a sensação de deslocamento, e afeta, assim, o entendimento da questão dos refugiados e migrantes. Afinal, resta a pergunta: as pessoas se deslocam igualmente pela Terra ou existem aqueles que exercem sua liberdade de escolha, enquanto outros não? O tema Movimentos Migratórios foi escolhido como eixo condutor da criação dos espetáculos da edição 2019 do projeto Cena Livre. Este é o resultado do curso Múltiplas Linguagens, do Núcleo de Artes Cênicas (NAC) do SESI-SP, cujo objetivo é oferecer aos seus participantes a vivência no processo de montagem de uma peça teatral. Neste ano, o viés de criação direcionou o olhar para as condições de migração e os deslocamentos humanos, e teve como ponto de partida a dramaturgia universal. Drama, Adulto, 90 min. Direção: Rodolfo Groppo | Elenco: Diogo Vitorino, Gabriel Campos, Gabriela Barbosa, Heitor Souza, Letticia Gonçalves, Luana Germano, Lorena Campos, Paulo de Sá, Renato Victor e Vitor Hugo Oliveira | Dramaturgia: Rodolfo Groppo e grupo | Desenho de luz: Odilon Lamego | Operação de luz e som: Odilon Lamego | Música: Gabriel Campos e Guilherme Garboso | Cenário: Zé Guilherme e Wilson Costa | Figurino: Murilo Rangeu | Apoio: Mariana Navarro | Realização: NAC Araraquara | Foto e arte: Ellen Costa

Épico