Sesi Araraquara recebe a peça Os Orixás

Espetáculo aborda a cultura iorubá e seu significado para a construção da identidade brasileira, nos dias 18 e 19 de outubro. A entrada é gratuita

 Por: Sesi Araraquara
09/10/201913:28- atualizado às 18:22 em 09/10/2019

O SESI Araraquara receberá o espetáculo Os Orixás, inspirado na mitologia africana, com destaque para a cultura iorubá, nos dias 18 e 19 de outubro, sexta-feira e sábado, às 20h. A entrada é franca e a reserva dos ingressos pode ser feita pelo Meu SESI www.sesisp.org.br/meu-sesi.

O espetáculo traz a gênese, a história do início do mundo, da terra e do homem, com objetivo de mostrar a riqueza do panteão africano. A partir da peça original de Álvaro Apocalypse, evidencia a importância de trabalhar influências e temas relevantes para cultura e identidade brasileira.

Por meio de suas marionetes, o grupo Giramundo Teatro de Bonecos narra as aventuras de seus heróis: a criação, o sonho divino, o nascimento da terra e da água, o barro inicial, o primeiro ser vivente, o fermentar das paixões, o conflito entre as entidades divinas, e, por fim, o humor dos deuses.

Além da estética regional, a trilha sonora foi totalmente refeita e gravada por cantores e atores negros mineiros. De acordo com o músico Sérgio Pererê, as músicas trazem algumas influências de ritmos e a presença de outros instrumentos como flautas de bambu, mbiras, ronrocos, tamas, recos e djembés. A intenção da mistura é proporcionar ao público uma viagem ao universo das divindades africanas e seus elementos.

Para Beatriz Apocalypse, diretora geral, esta remontagem traz um “Orixás” mais artístico, musical e visualmente enriquecido pelo vídeo animação feito especialmente para o espetáculo, que mostra através de imagens, os símbolos, cores, comidas/oferendas e folhas dos diversos orixás.

 

Ficha Técnica

Texto, bonecos e concepção original: Álvaro Apocalypse | Direção: Beatriz Apocalypse | Direção de Atores: Ulisses Tavares | Direção Musical: Sérgio Pererê | Assistente de direção: Ana Fagundes | Produção: Léo Campos Produção Musical: Thiago Braga – Estúdio Toca | Vídeo Animação: Ulisses Tavares | Consultoria Mitológica: Marcos Ferreira – Tatetu Arabomi | Trilha Sonora Original: Sérgio Pererê | Edição de Trilha Sonora: Ana Fagundes e Ulisses Tavares | Músicos: Djonga, Fabiana Cozza, Júlia Tizumba, Maurício Tizumba e Sérgio Pererê | Percussão e Canto de Candomblé: Acauã Rane | Claves: Imane Rane | Vozes Personagens (Atores / Músicos Convidados) Exu / Olodumaré – Maurício Tizumba | Ialorixá – Maria Eni Santana | Iansã – Aruana Zambi | Nanã – Célia Pereira | Narrador – Carlos Henrique | Narradora – Kátia Aracelle | Obinrin – Marilene Batista | Odé / Oxossi – Hot Apocalypse | Ogum – Djonga | Okunrin – Demétrio do Nascimento Alves | Ossaim / Xangô – Sérgio Pererê | Oxalá – Warlem Dimas Marques | Oxum / Oxumaré – Júlia Tizumba | Crianças: Álvaro Apocalypse, Amora Santana Braga, João Lunardi | Marionetistas: Ana Fagundes, Beatriz Apocalypse, Endira Drumond, Hot Apocalypse, Léo Campos e Ulisses Tavares | Restauração de Bonecos: Camila Polastchek, Endira Drumond, Fabíola Rosa e Iara Drumond | Iluminação: Ricardo da Mata

 

SESI Viagem Teatral

O programa realizado pelo setor de Artes Cênicas do SESI-SP apresenta um panorama da produção cênica brasileira contemporânea, proporcionando variadas experiências estéticas, para o fomento da diversidade cultural e o estímulo à formação de novas plateias. A cada ano cerca de 35 espetáculos são selecionados via edital para compor o projeto. As peças circulam por 17 teatros em todo o Estado de São Paulo. O Viagem Teatral movimenta mais de 460 artistas, técnicos, produtores e profissionais que vivem em função da arte no País. Em 2018, por exemplo, mais de 62 mil pessoas tiveram a oportunidade, gratuitamente, de assistirem os espetáculos apresentados.

Leia também